sexta-feira, 22 de maio de 2009

ah, eu tento me exprimir de forma expontânea, mas já assim me sinto forçado.
depois de muito tempo sem usar meus músculos doem quando exijo de mais.
as vezes manchas vermelhas aparecem na minha pele e elas coçam tanto, coçam tanto, outro dia pensei que eu ia escalpelar meu tornozelo.
hoje enterrei a mão direita em uma faca lavando a louça.
é engraçado quando leio coisas como essas que eu acabei de escrever, depois de muito tempo... no começo gostava dessa sensação de nostalgia mas eu cansei e lembrar dos dias que eu enterrei minhas mãos em facas cegas me fazem os cortes reabrirem pra escorrer não sangue dessa vez, mas sim um muco que eu não reconheço.
talvez seja minha massa cinzenta crescendo com as minhas mentiras.

5 comentários:

Felipe Orsolin Muller disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Carolina Pires disse...

nossa. achei um tanto quanto forte. sei lá. não sei dizer exatamente qual foi minha sensação. o fato é que eu estava morrendo de saudade de ler teus escritos, nunca mais tinha passado por aqui.

beijo, beijo.

Luísa disse...

adoro teus textos, sério. Nunca espero o que encontro aqui. te amo primo!
beijos.

claudio. disse...

eu tenho essa neura em de vez em sempre deletar meus posts antigos... porq eu acho que tudo que tá no passado envergonha ou machuca; o que não se classifica nesses dois fica guardado e não precisa ficar exposto né? acho isso.

Gabriel Abreu disse...

eu tenho essa sensaçao com musicas!
oO
acho q sei como é!
fazia tempo q eu nao entrava pra ver suas postagens!
legais como sempre!
=)